Cerque os cercas e os acercas

No artigo postado na semana que passou, o Blogueiro tratou de uma questão importante: o uso da forma verbal e da preposição a para expressar tempo. Ainda não havia terminado, quando se lembrou de outras expressões com que o estudante deve preocupar-se, para não escrever o contrário do que pretende em suas respostas a questões dissertativas de qualquer disciplina ou, mesmo, em sua redação. Preste bem atenção nestas palavras e locuções: cerca, cerca de, a cerca de, acerca, acerca de, há cerca de. Parece uma confusão, não parece? É possível que você nunca tenha notado essas diferenças e escreva do jeito que as palavras vêm à cabeça, não é?

Pois bem. Dá para simplificar e explicar. Em primeiro lugar observe que, se você consultar um bom dicionário, verificará que existe a palavra cerca como substantivo, com o significado de obra de madeira, pedra ou tijolo que rodeia um terreno:

 

A cerca da casa está em estado precário.

 

Existe, entretanto, outra palavra cerca que funciona como advérbio, com os significados de perto, junto, próximo, nas imediações, quase pouco mais ou menos. Talvez você nunca tenha ouvido nem lido, mas esteja preparado para frases como esta: Cerca havia uma fazenda de gado. Quer dizer: Perto havia uma fazenda de gado. Com certeza, porém, você já ouviu, leu e até escreveu frases como: Minha irmã emagreceu cerca de vinte quilos. Ou também: O vulcão entrou em erupção cerca de dez horas depois de nossa chegada. Ou ainda: A cerca de cinco quilômetros fica a casa de meu tio. Nesses três exemplos, cerca de equivale a mais ou menos, aproximadamente.

Acerca é também um advérbio que pode ser equivalente a perto, próximo, vizinho; a respeito, sobre, com relação a. Observe os exemplos: O conferencista falou por duas horas acerca da energia elétrica (ou seja, sobre, a respeito de). Nossas dúvidas acerca da nova lei da previdência são justificadas (ou seja, com relação a, com respeito a).

Até este ponto, não há nenhum grande problema. É preciso, porém, muito cuidado para não confundir a cerca de com há cerca de. A semelhança é apenas de sonoridade, nada mais. Observe:

Trabalho nesta empresa há cerca de 14 anos.

 

Esta frase equivale a esta outra: Trabalho nesta empresa há aproximadamente 14 anos. E observe agora esta frase:

 

Você vai caminhar até chegar a cerca de dez quadras da escola.

 

Esta frase equivale a esta outra: Você vai caminhar até chegar a umas dez quadras da escola.

Percebeu? Fez a relação com o artigo anterior? Então entendeu por que o Blogueiro julgou necessário escrever sobre todos estes cercas e acercas. Ops! Você notou que ao dizer “estes cercas e acercas” o Blogueiro transformou os dois advérbios em substantivos, tal como fazemos ao dizer o porquê, os porquês?

A Língua Portuguesa é fantástica, não é?

 

Leave a Reply