O horizonte é feito de… horizontes!

Quando você presta a última prova de um exame vestibular, por certo o faz com muitas esperanças de obter a tão sonhada vaga. De fato, os exames vestibulares em qualquer país representam um grande ponto de chegada e ao mesmo tempo de partida: de chegada, porque correspondem a anos e anos de esforços e sacrifícios para estar adequadamente preparado; de partida, porque, à semelhança de todos os eventos da vida, não se encerram em si mesmos como pontos finais, mas, ao contrário, marcam sempre o recomeço de um novo horizonte de conquistas. Até mesmo a morte, que muitas pessoas consideram o evento final, pode ser apenas o início, segundo afirmam todas as religiões, de novas formas e planos de existência.

Felizmente, o ingresso na universidade, no Brasil, não está limitado a uma só instituição e a um só momento, que poderia ser grandioso, em caso de aprovação, e catastrófico, em caso contrário. Na verdade, um vestibulando, por necessidade e pela variedade da oferta, pode prestar a cada ano diversos exames em diversas universidades, o que abre uma perspectiva muito maior de acesso ao ensino superior. Assim, quando você encerra um exame, já tem em andamento outros e talvez mais à frente ainda vá iniciar alguns outros, para que em pelo menos uma das instituições possa obter a aprovação almejada. Melhor assim, e melhor ainda do que em muitos países, em que a obtenção da vaga não está condicionada apenas ao mérito, mas ao pagamento antecipado de anuidades pelos pais ou responsáveis. E os abnegados pais começam a fazer sacrifícios desde que o filho nasce para, quando atingir a idade universitária, poderem contar com as grandes quantias necessárias para o ingresso e a sequência no curso. Se não conseguirem…

Melhor aqui no Brasil, em que o candidato depende de apenas uma pessoa — dele mesmo — para obter a vaga por merecimento. Que seja este mais um motivo para amarmos nosso país e procurarmos, depois de formados, dar nossa contribuição para que seja cada vez mais um país de liberdade, de oportunidades, de respeito aos direitos humanos, de reconhecimento dos méritos individuais e de democracia verdadeira.

Por tudo isso, terminados os seus exames, relaxe. Você se esforçou, fez tudo o que era possível para atingir sua meta. E vai atingi-la, seguramente. À sua frente está sua conquista, seu futuro, seu horizonte feito de horizontes.

 

Deixe um comentário