A classificação: de volta para o futuro

A razão nos diz que não se volta no tempo. A emoção nos diz o contrário: não apenas se volta, mas se pode viver o tempo passado e o tempo futuro. Desejar é, de certo modo, antecipar; sonhar com o futuro é, da mesma forma, vivê-lo em sentimento e imaginação, que podem nos dar sensações até mais reais que a própria realidade.

Essa vivência do tempo ocorre constantemente em nossas vidas e é levada com todas as honras para as artes, para as quais as barreiras não existem. Os artistas têm máxima liberdade de se locomoverem no tempo, vão e voltam com a mesma facilidade com que as crianças brincam com amigos invisíveis. As crianças, aliás, nos surpreendem frequentemente com conclusões que não poderiam ser de crianças, mas de adultos vividos e sofridos ao longo de muitos anos de experiência. Tirariam do futuro essas conclusões?

Você está delirando! Coloque-se de modo mais científico! Não se pode adivinhar nem ler o futuro, porque ele ainda não existe! nos diz uma pessoa que se crê mais bem dotada de lógica e seriedade. Talvez tenha razão e estejamos apenas expressando um delírio. Mas talvez se possa dizer também que a própria Ciência, sem delírio algum, vive voltando para o futuro. Que é uma teoria? Antes de provada ou comprovada, é apenas uma afirmação de futuro. Depois de provada, é uma volta. Os cientistas frequentemente antecipam apenas no raciocínio e nos cálculos os fatos que depois serão comprovados em experimentos de todos os tipos.  Quer dizer: estavam o tempo todo no futuro. Copérnico, Galileu, Leonardo da Vinci, Darwin e Einstein voltam para o futuro todas as vezes que suas teorias encontram mais uma forma de comprovação. E continuarão voltando, como acaba de voltar Higgs, ao ver comprovada sua teoria, num acelerador de partículas. É só ler os jornais das últimas semanas para comprová-lo.

A propósito de que se fazem estas reflexões ou estes delírios poéticos sobre o tempo? A propósito de você mesmo, vestibulando. Quando ler seu nome entre os classificados na segunda fase do Vestibular Meio de Ano da Unesp, você por certo sentirá que se fechou um ciclo em sua vida. Sua vaga está lá, você está lá, de volta para o futuro com o qual vem sonhando diariamente há muito tempo. Na verdade, você não fechou um ciclo, apenas o renovou. Você viveu no futuro todos estes anos de estudo e de prognósticos, de determinação e de receios, de vontade e de desejos. Você estava lá, sua mente estava aqui e o traz de volta agora para o lugar merecido, para o lugar planejado ponto por ponto para voltar.

Bem-vindos ao futuro, candidatos aprovados no vestibular da Unesp!

 

Deixe um comentário