Palavras perigosas: vultoso, vultuoso

Este e outros artigos que serão postados no Blogue buscarão trazer a você informações seguras sobre o emprego de palavras que, pela semelhança com outras, costumam levar estudantes, jornalistas e outros profissionais do discurso a enganos lamentáveis. Por isso, são palavras perigosas e merecem toda a nossa atenção e respeito.

Você com certeza já leu ou ouviu frases como: O gerente do banco fez um vultuoso desfalque. O governo descobriu um rombo vultuoso na Previdência. Uma importância vultuosa foi desviada daquela empresa para o bolso dos fraudadores.

Tome muito cuidado com a palavra vultuoso: embora pertença a nossa língua e esteja registrada nos dicionários, seu emprego é impróprio em todas as três frases acima apresentadas. Para descobrir o erro, basta ir a qualquer dicionário, o Aurélio, por exemplo, que diz:

 

vultuoso (ô). [Do lat. vultuosu.]Adj. Med. 1. Diz-se do aspecto da face quando está vermelha e tumefacta, e com os olhos salientes. [Cf. vultoso.]

 

A primeira informação do dicionário, entre parênteses, esclarece que a pronúncia do o tônico é fechada (ô). A segunda informação aponta a origem: a língua latina (vultuosu). A terceira informação nos diz que se trata de um adjetivo (adj.) comumente empregado na Medicina (Med.). A quarta informação, que nos interessa neste momento, é o significado: aspecto da face quando está vermelha, inchada e com os olhos salientes. A quinta informação, [cf. vultoso], é muito importante, trata-se de um aviso para consultar o que o dicionário apresenta sobre a palavra vultoso: cf. é abreviação de compare, confronte, confira. Evidentemente o dicionário não faz esse aviso sem necessidade: quer nos alertar sobre o perigo que a semelhança entre as duas palavras, vultuoso e vultoso, pode trazer no momento de empregar uma ou outra.

Antes de verificar o que significa vultoso, todavia, já temos uma certeza: um desfalque no banco e um rombo na Previdência não podem ser “vultuosos”, isto é, não podem ter a face inchada e os olhos saltados. Igualmente a quantia desviada da empresa não poderia ser “vultuosa”, já que o problema não é de Medicina, mas de patifaria mesmo.

Pode-se perceber, neste momento, a grande importância dos dicionários, principalmente para quem escreve: em primeiro lugar, evitam que empreguemos as palavras em sentidos que estas não podem assumir; em segundo lugar, nos revelam também muitos dados úteis a respeito da palavra. No verbete vultuoso, tivemos seis dados importantíssimos: a pronúncia correta, a origem, a classe de palavra, a área de emprego mais comum, o significado, e a outra palavra muito parecida. E vale a pena esclarecer que verbete, como informa o dicionário Houaiss, é o conjunto das acepções, exemplos e outras informações pertinentes contido numa entrada de dicionário, enciclopédia, glossário etc. Deu para entender? Quando consultamos as informações sobre uma palavra, num dicionário ou enciclopédia, estamos consultando um verbete. Sempre é bom saber, para não cair na asneira de pensar que verbete é um “verbo pequeno”.

Já é hora de consultar, como aconselhou Aurélio, o verbete vultoso:

 

vultoso (ô). [De vulto + -oso.] Adj. 1. Que faz vulto; volumoso: 2. De grande vulto ou importância; importante: 3. Muito grande; considerável, polpudo: [Cf. vultuoso.]

 

Observando as informações contidas neste verbete, descobrimos por que as pessoas fazem confusão entre vultoso e vultuoso. Ambas as palavras são adjetivos. A pronúncia é muito parecida, com o fechado, diferenciando-se as duas palavras apenas pela presença ou ausência do u. Já pela origem começa a diversificação: vultoso é uma palavra derivada de vulto (vulto+oso) e seu significado nada tem a ver com doença, vermelhidão, inchaço, olhos esbugalhados. As acepções indicadas pelo Aurélio matam toda a charada: que faz vulto, volumoso, de grande vulto ou importância, importante, muito grande, considerável, polpudo.

Estamos em condições, portanto, de não errar mais, ou seja, de usar esses dois adjetivos sem confundir seus contextos. Reescrevendo as três frases apresentadas no início deste artigo, diremos, com correção,

 

O gerente do banco fez um vultoso desfalque.

O governo descobriu um rombo vultoso na Previdência.

Uma importância vultosa foi desviada daquela empresa para o bolso dos fraudadores.

 

Para terminar esta matéria, vale a pena fazer uma singela ironia, lembrando que é sonho de todos ganhar um dia uma vultosa importância na loteria, mas ninguém quer jamais, por nenhum motivo, ficar com a face vultuosa, como ficou por instantes a da personagem Douglas Quaid, representada por Arnold Schwarzenegger no filme Total Recall. Deus nos livre!

 

2 comentários para “Palavras perigosas: vultoso, vultuoso”

  1. Thiago disse:

    Vocês vão cobrar no Vestibular UNESP 2012 o novo código ortográfico? Será só para a Redação ou em todas as questões discursivas?
    Existe cobrança de ortografia em questões de História, por exemplo?

  2. Bom artigo, mas senti falta de outro exemplos de palavras parecidas, e muitas vezes confundidas e empregas de maneira errada!

Deixe um comentário