O tempo da prova: programe-se.

Na segunda fase do Vestibular Unesp, elaborado em questões discursivas, é preciso saber dosar um componente importante: a duração da prova. Por quê? Para evitar que a falta de programação seja a causa de erros, pela má distribuição do tempo para a solução das questões.Não existe, de fato, um só método. Cada um deve pensar na distribuição do tempo de acordo com seu próprio modo de ser.  

É possível tentar resolver as questões em sua ordem natural. Se as perguntas estiverem relacionadas, este método tem suas vantagens. Pode, porém, apresentar uma desvantagem, caso o candidato tenha dificuldade maior em algumas questões e se demore mais nestas, provocando a diminuição do tempo disponível para a solução das questões restantes.

Há outros métodos? Sim. Considerando que a elaboração das questões, nas diferentes disciplinas, tem como princípio não provocar excessiva perda de tempo ao candidato, outro método seria cada um distribuir a duração da prova pelo número de questões e cuidar para não demorar-se em algumas respostas. Esta estratégia pode ser bem sucedida, porque evita que o candidato, por haver perdido muito tempo na solução das questões que considera difíceis, tenha de responder “correndo” as fáceis e médias, aumentando com isso a possibilidade de cometer equívocos.

Outra estratégia é procurar responder primeiro as mais fáceis, depois as médias e por fim as mais trabalhosas. Com isso, teria o candidato uma relação proporcional entre o tempo disponível e a dificuldade da questão.

Os três métodos acima mencionados podem originar ainda outras formas de ação, de acordo com o temperamento de cada candidato e com a forma de apresentação da prova. O importante, todavia, qualquer que seja a atitude tomada, é colocar como princípio que não se deve ter preocupação demasiada com questões cuja resposta não se conheça de imediato. Não somos máquinas ou robôs: determinada questão pode parecer difícil num primeiro momento, mas, durante a resolução das outras, às vezes surge na memória uma informação que permite resolver a questão deixada de lado. O próprio relacionamento natural entre as perguntas pode fazer com que, ao respondermos uma, vislumbremos um modo de responder perguntas anteriores.

 Além desses aspectos, a distribuição do tempo para resolver as perguntas de uma prova tem relação direta com três atitudes importantes: calma, objetividade e otimismo. É preciso mentalizar que o momento da prova é um momento de chegada de todo um período de esforço, de estudo, de recapitulação; e que a prova deverá demonstrar o resultado de tudo isso, porque é elaborada exatamente para aferir a dedicação do candidato ao estudo dos conteúdos solicitados nas perguntas. O momento da prova é, assim, o momento de o candidato acreditar em si mesmo e em sua capacidade de escolher o melhor modo de desempenho.

Boa sorte para todos.

Deixe um comentário