Agora, a segunda fase

            Passada a primeira fase do Vestibular Meio de Ano da Unesp, os candidatos devem continuar sua preparação, sem levar em consideração suas expectativas de aprovação ou não. Aqueles que acham que foram aprovados na primeira fase devem continuar estudando para um desempenho ainda melhor ainda na segunda. Aqueles que acham que não serão aprovados, devem continuar estudando, pois logo mais chegarão os vestibulares de fim de ano de todas as universidades públicas. Passar em exames vestibulares, todos sabemos, é sempre o resultado de um esforço continuado e repetido: a aprovação não é o prêmio da maior ou menor inteligência, mas da maior ou menor determinação de cada candidato e de sua confiança em obter, mais cedo ou mais tarde, esse resultado.

            A primeira fase, como observaram os jornalistas especializados e os comentaristas das escolas, apresentou grande qualidade avaliativa e correspondeu plenamente ao projeto da Unesp de inovar os exames com base nos Parâmetros Curriculares Nacionais e na Proposta Curricular do Estado de São Paulo. Tal alteração, inaugurada no vestibular de fim de ano de 2009, iniciou agora seu segundo passo, que mereceu muitos elogios.

            Aqueles que forem aprovados para prestar a segunda fase, deste modo, devem levar em consideração, como modelo, os exames da segunda fase do vestibular da Unesp de 2010. Um bom método é tentar responder as questões como exercício, conferindo após com as respostas oficiais.

Quando prestarem as provas da segunda fase, recomenda-se o máximo de atenção na leitura dos textos que servirão de base às questões, pois muitas vezes as respostas corretas dependem apenas de uma boa leitura. É bastante importante observar que as respostas às questões discursivas devem ser explícitas. O candidato deve pensar em suas respostas como textos que atendem ao solicitado pelas perguntas. Assim, sempre serão preferíveis as respostas que assumam forma de frases completas e bem elaboradas, que não deixem margem a dúvidas quanto ao conhecimento do candidato. Ou seja: nem escrever em excesso, para evitar a prolixidade, nem escrever de modo tão resumido, que a clareza da resposta seja prejudicada. Os antigos tinham um preceito que cabe muito bem para esclarecer este ponto, alertando-nos para o fato de que a virtude não reside nos extremos das ações, mas no meio, numa posição intermediária, sem exageros.

            Um alerta quanto à redação: a Unesp solicita, há muitos anos, em seus exames vestibulares, redações em prosa, obedientes à norma culta da Língua Portuguesa e ao tema proposto. Ler com muita atenção o tema, deste modo, é fundamental para começar a acertar.

            Quanto ao mais, é seguir em frente, com confiança e determinação. Se a vitória não chegar agora, chegará mais para a frente, se a desejarmos e a merecermos pelo nosso esforço e pela nossa determinação em atingi-la. E já que é tempo de Copa do Mundo, vale dizer: bola pra frente!

One Response to “Agora, a segunda fase”

  1. Anna says:

    Realmente bom.
    Parabéns pelo blog! Que tal artigos novos para saciar
    a sede dos leitores fiéis?

    ;D

Leave a Reply