Unesp: a Universidade que abraçou São Paulo

Quem vai obter sua vaga numa das unidades da Universidade Estadual Paulista, a Unesp, precisa ingressar conhecendo um pouco da história da instituição de que fará parte ao longo dos anos de sua graduação e, talvez, de sua pós-graduação. Tal conhecimento, com certeza, o deixará emocionado, ao perceber quantos ideais, quantos projetos, quantas lutas acabaram culminando com a universidade pujante em que a Unesp se transformou.

Fundada em 1976, a Unesp é a caçula das três grandes universidades estaduais do Estado de São Paulo. E como foi fundada? Nasceu do zero, planejada pelo governo? Na verdade, não foi assim. Nossa universidade surgiu, de fato, do planejamento de homens idealistas que perceberam, em primeiro lugar, a possibilidade de criar-se uma terceira instituição de ensino superior no estado e, em segundo lugar, pela criação com base na associação de faculdades e institutos isolados, vinculados aos diferentes municípios. Mas não se tratou de um raciocínio simplório, do tipo Vamos juntar tudo numa coisa só. Ao contrário, houve estudos e estudos, verificaram-se com cuidado as áreas de conhecimento em que se situavam os cursos de cada um desses institutos e faculdades. Constatada a grande abrangência em termos de áreas de conhecimento, passou-se à elaboração do projeto, que foi aprovado pelo legislativo e sancionado pelo executivo do Estado de São Paulo. As faculdades e institutos isolados foram transformadas em unidades da nova instituição e, como no início de qualquer empreendimento, foi necessário também polir arestas entre essas unidades, para evitar cursos duplicados. O princípio fundamental da instauração da Unesp foi conduzir todas as unidades a produzir ensino e pesquisa de alta qualidade, espelhado nas duas universidades coirmãs.

A Unesp tornou-se, assim, uma universidade de qualidade e a mais interiorizada em termos de municípios abrangidos, o que foi altamente positivo e facilitou também, ao longo do tempo, a incorporação de outras unidades. A ideia de interiorizar ainda mais esteve sempre presente, de modo que, no início deste século, foram criadas novas unidades em muitos municípios que ainda não tinham ensino superior público e, em alguns casos, nem tinham ainda ensino superior privado relevante.

O resultado de todo esse esforço fez com que a interiorização fosse levada ao máximo, abrangendo todo o Estado de São Paulo. O Blogueiro, neste sentido, como alguém que participou de boa parte dessa história, costuma dizer, um tanto poeticamente, que A Unesp abraçou todo o Estado de São Paulo. Para que você possa fazer uma boa ideia desse fato, basta consultar, no site da Universidade, o mapa com a localização de todas as unidades.

Logo você fará parte desse projeto. Bom curso!

 

 

 

 

 

Deixe um comentário