É você que se forma

Prestadas as últimas provas da segunda fase, a melhor atitude agora é confiar e relaxar.  Todos os esforços necessários você fez para chegar aonde chegou, com grande dose de esperança de que conquistará a tão sonhada vaga no curso escolhido.

Na verdade, um vestibular é uma verdadeira batalha, que começa no ensino básico, ao tempo em que o estudante vai formando sua opinião sobre as diferentes profissões, mais particularmente sobre aquelas que o atraem para escolha futura. A partir de determinado momento, que corresponde mais ou menos ao nono ano do ensino fundamental, a escolha de cada candidato começa a se tornar mais clara e definida. Durante o ensino médio, consolida-se: o estudante já sabe o que quer e o quanto fazer, em termos de estudo, para conquistar sua vaga.

É neste ponto que a batalha recrudesce: a verificação do número de vagas, a oferta por esta ou aquela universidade, as estatísticas de anos anteriores sobre as médias que devem ser atingidas e a relação candidato x vaga. Todos estes números assustam um pouco, por vezes parecem insuperáveis. A obstinação do candidato, porém, é capaz de superar todos os obstáculos, todas as possíveis dificuldades.

Você certamente passou por tudo isso para chegar aonde chegou. E, muito provavelmente, conseguiu realizar boas provas para atingir a meta pretendida. A questão agora é aguardar os resultados, sempre confiando que fez o possível e o impossível em sua preparação.

Parta então do princípio de que sua vaga está conquistada e seu nome aparecerá na lista de classificação. E comece a pensar desde já no curso que vai fazer e na profissão em que se formará. Por quê? Porque hoje em dia não basta apenas formar-se, é preciso saber se formar. A busca de informações, tanto na realidade prática, quanto na rede, sobre o alcance ou os alcances da profissão que escolheu é de suma importância. Você não pode começar a fazer um curso universitário esperando que tudo aconteça na universidade, isto é, que esta preveja tudo o que vai acontecer tão logo você receba seu diploma. Você tem uma grande responsabilidade em verificar, antes e durante seu curso, o que está ocorrendo com os profissionais no mercado de trabalho, quais as alterações que os novos tempos, plenos de tecnologias, estão causando nessa profissão, enfim, quais requisitos você pode e deve acrescentar em seus estudos, durante o curso, para formar-se um profissional inteiramente à altura das expectativas do mercado de trabalho atual.

Assim, mãos à obra, procure aproveitar tudo o que puder: disciplinas optativas, disciplinas de outros cursos que perceba necessárias para ampliar seu perfil de trabalho ao se formar, conteúdos complementares no país e no exterior, já que todas as boas universidades brasileiras como a Unesp mantêm convênios com instituições de outros países, estágios em empresas nacionais ou estrangeiras. E sempre de olho no que está ocorrendo com a profissão no mercado de trabalho.

Percebeu? Faça valer, ao longo de seus estudos, a certeza de que a universidade fará uma parte e você deverá fazer a outra: forme-se.

Bom futuro!

 

Deixe um comentário