Não vire um “tlocaletla”

O Blogueiro apreciava muito uma antiga personagem de histórias em quadrinhos, que costumava trocar as letras erre e ele em suas falas, que se tornavam quase sempre muito engraçadas.

Você não é personagem de história em quadrinhos, e por isso mesmo pode e deve ter muita cautela no emprego de palavras com letras trocadas. Talvez tenha o costume ou até ache interessante trocar letras, mas, em provas tão importantes como de concursos para empregos públicos ou de vestibulares, esse costume tem de ser abandonado, já que uma só palavra com letra errada pode lhe tirar milésimos preciosos para a obtenção de uma vaga.

O mais interessante, para um professor, é entender por quê, mesmo após tantos alertas ao longo dos ensinos fundamental e médio, alguns alunos continuam a fazer tais trocas, como se não houvessem assistido a nenhuma das aulas a respeito. Exemplo clássico disso é o costume que muitos têm de escrever “análize”, com -z-, quando o correto é escrever com -s-: análise, analisar. Fato semelhante ocorre com os acentos gráficos, que muitos estudantes empregam indevidamente em certas palavras ou deixam indevidamente de empregar.

Eis uma boa relação dessas trocas de letras ou de acentos muito comuns e por isso mesmo perigosas:

 

1)      Espontaniedade em vez do correto espontaneidade.

2)      Expontâneo em vez do correto espontâneo.

3)      Hilariedade em vez do correto hilaridade.

4)      Gilbratar em vez do correto Gibraltar.

5)      Gratuíto em vez do correto gratuito.

6)      Idolatra em vez do correto idólatra.

7)      Octagésimo em vez do correto octogésimo,

8)      Prototipo em vez do correto protótipo.

9)      Metereologia em vez do correto meteorologia.

10)  Arquetipo em vez do correto arquétipo.

11)  Rúbrica em vez do correto rubrica.

12)  Adimirar em vez do correto admirar.

13)  Aerolito em vez do correto aerólito.

14)  Teleespectador em vez do correto telespectador.

15)  Crisantemo em vez do correto crisântemo.

16)  Dispar em vez do correto díspar.

17)  Extender em vez do correto estender.

18)  Bicabornato em vez do correto bicarbonato.

19)  Obceno em vez do correto obsceno.

20)  Alizar em vez do correto alisar.

Notou a importância de escrever a palavra com a forma adequada e correta? Note também que não há métodos milagrosos para conhecer a escrita correta. A leitura habitual ajuda muito, mas é preciso também estudar e localizar os erros comuns, que são mencionados em gramáticas e manuais de ortografia.

Compreendeu? Então, como sabiamente diz o povo, mande ver e não dê sopa ao azar!

 

Leave a Reply