A vida não para. O vestibular também

Você, que acaba de fazer o Vestibular Meio de Ano da Unesp, deve estar eufórico com a possibilidade de obter sua vaga, mas, ao mesmo tempo, preocupado que isso não aconteça. Nenhum problema. No final de ano a Unesp oferece seu vestibular 2017 e você terá nova chance, além, é claro de outros exames que venha a fazer. O povo costuma dizer que a vida não para nunca, o que é absolutamente verdadeiro. No caso dos vestibulares, a própria evolução e desenvolvimento das universidades públicas conduziu a esse fato: as possibilidades de passar são muitas, em virtude do aumento permanente da oferta de vagas, fruto do crescimento populacional e do desenvolvimento do país.

Tenha esperança, por isso, mas é claro que não se pode parar. Nesse período de espera, é tratar de continuar estudando, com base na análise das próprias provas prestadas. Vale a pena, agora, verificar suas fraquezas (todas as pessoas as têm) e investir na recuperação. A aprovação em exames de concursos públicos e de vestibulares depende frequentemente de uma fração de nota, e é por isso que você deve insistir em eliminar seus pontos fracos. Observe bem o que errou em conteúdos de Matemática, Física, Química, História, Filosofia, Geografia, Biologia, Língua Portuguesa, Redação, Língua Inglesa. Se apresentar muitos pontos fracos, não se desespere. Ao contrário, pense positivamente do seguinte modo: quanto mais pontos fracos, maiores as possibilidades de, pela revisão e recuperação dos conteúdos, obter maior nota no final do ano.

Esse modo de pensar positivo tem relação com o fato de a Unesp apresentar um vestibular sempre equilibrado, com questões bem ponderadas, sem dificuldades excessivas. Uma revisão de conteúdos, portanto, pode trazer para você os pontinhos faltantes no caminho de uma bela aprovação. Sua vaga será questão de um pouco mais de esforço.

Nesse trajeto, reforce ou reveja sua opinião sobre a importância da Língua Portuguesa. Por assim dizer, ela é a rainha de todas as disciplinas, justamente porque em todas você a empregará. Dominar o idioma, portanto, é munir-se de uma arma muito potente em qualquer atividade que você venha a ter a partir de agora, do vestibular ao curso universitário e à sua profissão futura. E quando se fala em Língua Portuguesa, fala-se em norma-padrão. Esta tem de ser dominada por vocè, para lhe servir de ascensão social e desenvolvimento profissional. E não adianta dizer “É, mas eu não tenho muita afinidade com Língua Portuguesa.” Claro que tem. Em algum momento de sua vida estudantil você botou na cabeça que era fraco no emprego da língua. Mas isso foi um mero engano, talvez um palpite mal dado por algum colega a respeito. E você, ingenuamente, acreditou. Foi um equívoco. Todos falam, todos escrevem, todos têm afinidade com o uso do idioma. E agora chegou a hora da verdade, porque você não pode simplesmente abrir mão de um instrumento tão poderoso.

Vá em frente, portanto, dedicando especial atenção à sua comunicação nas provas. Um bom conselho, para começar, é fazer uma revisão e fixação do vocabulário de todas as disciplinas, da Matemática à Biologia. O vocabulário transporta os conteúdos e conceitos fundamentais de cada disciplina. Fazer uma revisão periódica, deste modo, é reestudar uma disciplina em seus aspectos essenciais.

É isso aí. A vida não para. Não pare você também.

 

Deixe um comentário