A existência dos vestibulartes

Este assunto já foi abordado algumas vezes neste, blogue, de passagem. Agora vamos desenvolvê-lo um pouco mais.

Algumas pessoas reclamam que os vestibulares são uma instituição injusta, que muitos estudantes são prejudicados e jamais conseguem ingressar em cursos universitários, que o ideal seria todos poderem ter acesso a cursos tão logo encerrassem o ensino médio, sem necessidade de exames. É claro que não deixam de ter alguma razão, pelo menos em termos ideais.

Esquecem, porém, que o país, em condições que predominam há muito tempo, não é capaz de possibilitar a todos, diretamente, esse benefício. As universidades, infelizmente, são poucas para muitos. A entrada da universidade representa, deste modo, uma espécie de funil: nem todos os que chegam conseguem ir adiante. Esse fenômeno, porém, não é só de nosso país. Até nas mais desenvolvidas nações do mundo acontece: a entrada da universidade não será ultrapassada por todos. Piores aínda são os países em que as boas universidades são caras, caríssimas, e poucos podem pagar esse preço.

Injusto? Talvez. Mas é a realidade a enfrentar. Em nosso país as universidades públicas, reconhecidamente de grande qualidade, são gratuitas, precisam por isso todos os anos preparar concursos de acesso — os exames vestibulares — para que os estudantes com maior preparo possam ingressar, sem que se cometam injustiças.

Você está nessa. Há muito tempo se prepara para conquistar sua vaga. Para uns, é a primeira tentativa; para outros, a segunda ou terceira, todos firmemente imbuídos do forte desejo e ideal de aprovação.

Quando você passar, portanto, deve sempre lembrar que muitos ficarão para trás e terão de estudar redobrado para conseguirem, no futuro, a aprovação. Então não reclame: trate de estudar com muita vontade e formar-se para não jogar fora essa oportunidade que os exames e o seu enorme esforço proporcionaram, fazendo com que você seja um indivíduo diferenciado .

Apesar da aparente injustiça desse modo de seleção, não esqueça jamais: no futuro, você enfrentará muitos concursos para acesso profissional, seja no serviço público, seja na iniciativa privada; e, mesmo que venha a trabalhar como autônomo, ainda restarão as licitações de que terá de participar para vencer concorrências  e conquistar contratos.

Se você se tornar um profissional assalariado, então, prepare-se para muitos concursos e exames para subir na carreira e alcançar os cargos mais elevados.

Os exames e concursos, portanto, farão sempre parte de sua vida, porque sempre haverá poucos cargos a conquistar e muitos candidatos; ou sempre haverá  concursos de ascensão profissional, ou sempre haverá licitações e concorrências para demonstrar que sua proposta profissional é a melhor, a mais viável.

Tudo o que fica dito pode ser resumido numa frase: ao longo de sua vida profissional, sempre haverá um leão a domar. Procure ser um grande domador!

 

 

Deixe um comentário