Tiras, charges e vestibulares

Tornou-se comum, nas provas de diferentes disciplinas dos exames vestibulares, o emprego de tiras e charges. Você por certo já fez provas ou simulados em que surgem esses e outros textos análogos. A justificativa para essa utilização reside não apenas no fato de se tratar de textos com muita qualidade de conteúdo, atuais, mas também largamente utilizados na mídia: jornais, revistas, internet.

Aparentemente, as questões baseadas em charges e tiras parecem facilitar tudo. Nem tanto. Como exploram aspectos da realidade por meio de muito humor, de ironias refinadíssimas e, mesmo, sarcasmos, a aparente facilidade devida ao tamanho se torna ilusória. A utilização extremamente inteligente de recursos expressivos nos planos das imagens e do discurso torna charges e tiras muitas vezes mais ricas em significações que textos de maior extensão. Os cartunistas possuem uma formação intelectual muito refinada e se tornam, com suas obras, verdadeiros críticos da realidade social, em que a política e os políticos são, em boa parte das vezes, o principal alvo.

Para compreender bem charges, tiras, caricaturas, portanto, é preciso estar plugado, como estão os seus autores, na realidade circundante. É preciso ter boa dose de raciocínio e malícia, ter plena noção de tudo o que vai no país e é noticiado na mídia. E, sobretudo, é necessário conhecer razoavelmente recursos expressivos como o da ironia, da metáfora e da alegoria. Tudo isso, mais um pouco de espírito lúdico, fornece os elementos necessários para não tropeçar nas divertidas críticas que charges e tiras apresentam.

Esteja alerta, portanto. A facilidade dos textos produzidos pelos cartunistas esconde na realidade estruturas de complexo raciocínio, que se expressa pelo humor, pela ironia, pelo sarcasmo, pela alegoria, pela sátira, pelas alusões filosóficas e princípios éticos. Estas qualidades justificam sua presença em provas de concursos e de vestibulares.

Não vá perder pontos preciosos menosprezando esses textos diminutos, mas muito densos e ricos em significados.

Valeu?

 

 

Deixe um comentário