Arquivo de 12 de abril de 2018

Esses você não pode cometer!

quinta-feira, 12 de abril de 2018

Este artigo será repetitivo, para seu próprio interesse. Vamos novamente focalizar alguns erros que não podem, de modo nenhum, acontecer em qualquer ponto de sua prova. Lamentavelmente, em vestibulares e concursos esses erros bobos de ortografia não são raros.

Como você deve saber, há erros e erros, alguns podendo ser até justificados, pela dificuldade; outros, injustificáveis, pela facilidade em não errar. Seus professores tiveram uma luta muito grande para que você e seus colegas se livrassem dessas pragas. Se você não se livrou, não há desculpa: foi por negligência, mesmo, para não dizer coisa pior. Vamos lá, então! Examinemos alguns exemplos para que você se ponha em estado de alerta e dedique uma parte de seus estudos a reconhecê-los e evitá-los.

 

Você tem de escrever análise, analisar; e não análize, analizar.

Você tem de escrever atraso, atrasar; e não atrazo, atrazar.

Você tem de escrever ímã; e não iman.

Você tem de escrever voo, abençoo; e não vôo, abençôo.

Você tem de escrever aerólito; e não aerolito.

Você tem de escrever ideia, epopeia; e não idéia, epopéia.

Você tem de escrever cadeado; e não cadiado.

Você tem de escrever aborígine; e não aborígene.

Você tem de escrever terebintina, e não terebentina.

Você tem de escrever bússola; e não bússula.

Você tem de escrever curinga; e não coringa.

Você tem de escrever estouro; e não estoro.

Você tem de escrever frouxo; e não froxo.

Você tem de escrever tesoura; e não tisora.

Você tem de escrever poupança; e não popança.

Você tem de escrever herege; e não hereje.

Você tem de escrever jiboia; e não giboia.

Você tem de escrever compasso; e não compaço.

Você tem de escrever fascismo; e não facismo.

Você ten de escrever batizar; e não batisar.

 

Observou bem? Viu como é fácil equivocar-se? Então trate de tomar o máximo cuidado. O melhor conselho que o Blogueiro pode dar é que, em cada momento de seus estudos, seja de que disciplina for, quando vier a dúvida, trate de elucidá-la de imediato. Não deixe para depois, que o depois acaba sempre ficando para depois. .