Arquivo de 10 de março de 2016

Estudo em grupo: uma boa!

quinta-feira, 10 de março de 2016

A preparação para o vestibular costuma ser descrita como uma atividade solitária, com o candidato passando horas do dia e da noite mergulhado em apostilas, livros, cadernos e consultas a sites da internet.  Na verdade, boa parte dessa atividade assim decorre. Todavia, existe um espaço, um bom espaço de tempo que pode ser preenchido de modo diferente, com os estudos saindo do plano individual para a preparação em grupo. É uma boa? Não resta a menor dúvida que sim.

O estudo em grupo consegue eliminar o julgamento do vestibulando como alguém que compete, por vezes drasticamente, com outros pela conquista de uma vaga. Os exames vestibulares, embora impliquem certa concorrência, não devem ser considerados assim tão rigorosamente, a ponto de fazer com que um candidato imagine o outro como alguém que lhe quer “roubar” a vaga. Muito pelo contrário, devem desenvolver nos candidatos um sentimento de colaboração e solidariedade. Todos estão navegando no mesmo barco, buscando um modo de vencer os obstáculos para atingir suas metas.  Deste modo, todos podem, juntos, atingir os objetivos visados.

Pois é esse sentimento de solidariedade que o hábito do estudo em grupo desenvolve. Faz com que cada candidato veja no outro não um opositor, mas alguém que pode ajudá-lo a preparar-se melhor. Vale dizer: alguém que se veja no outro.

O que foi colocado nos parágrafos acima sugere que, se você ainda não experimentou fazer parte de seus estudos em grupo, está na hora de começar. Você vai dar sua colaboração naquilo que sabe, sobretudo naquilo que sabe muito bem, e receberá em troca idêntico auxílio. Perceberá que o grupo pode fazê-lo enxergar aquilo que não conseguia, apesar de todo o seu esforço. Por quê? Muito simples: as pessoas não são iguais, a natureza dá a cada um uma combinatória de características tanto físicas quanto psicológicas. Por isso, umas conseguem avançar com maior facilidade onde outras encontram dificuldade maior. Se caminharem juntas, aumentarão em muito suas possibilidades de dar conta das tarefas mais depressa devido à soma dos conhecimentos e à eliminação das dificuldades.

Pense nisso. Se ainda não tem, procure criar ou fazer parte de um grupo para, em algumas horas da semana, gerar esse processo de mútua colaboração e solidariedade. Todos lucrarão muito em termos de domínio de conteúdos e resolução de dúvidas, por vezes muito antigas dúvidas que o estudo solitário seria incapaz de resolver.

Faça isso. Livre-se do desconforto do isolamento. Nem é preciso lembrar que os seres humanos vivem em sociedade e que resolvem seus problemas em conjunto, não isoladamente.  Foi dessa união que nasceram o progresso e a civilização. Aprenda a dividir e multiplicar seus conhecimentos, para benefício de todos.

É uma boa, pode ter certeza.