Arquivo de 7 de janeiro de 2016

Do recesso ao sucesso

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Em nosso país, certas datas e períodos são tidos como feriados, feriados prolongados (quando envolvem mais de um dia) e, mesmo, recessos. Muita gene, é claro, reclama porque não vê com muitos bons  olhos tanta parada. Acreditam que o país, quase sempre em crise econômica, perde muito a cada dia parado. Outras pessoas adoram esses períodos de recesso, porque podem viajar, fazer turismo e até mesmo botar as coisas em ordem em suas casas e em seus escritórios.

As semanas de Natal e Ano Novo são consideradas os melhores momentos do ano para  um “recessinho”, porque desembocam logo no início, dando margem a um período de férias aumentado. Difícil nelas encontrar mecânicos, pintores, eletricistas, e outros profissionais, inclusive o médico da família. “Está em ferias e só volta dia X de janeiro, diz a secretária eletrônica em tom preguiçoso.

Para você, que é vestibulando, o recesso de fim de ano vem a calhar. Você pode esquecer de todos os problemas, de todos os errinhos. de todas as preocupações e curtir com liberdade os seus amigos, seus colegas; seus familiares. Quando os resultados vierem, em janeiro, seu clima de festa por certo aumentará. Por isso, nada de botar bobagens na cabeça e no seu dia a dia. Muitos de nós temos a mania de, nas horas de expectativa, ver no horizonte os piores eventos, e não os melhores. Com essa atitude, nada obtemos: se vier o pior, apenas antecipamos os sofrimentos; se vier o melhor, sofremos sem motivo por um bom tempo,

O importante em cada fase da vida, em cada evento, é estar feliz consigo mesmo e com tudo o que vê a sua volta. é encontrar valor nas coisas mais simples e, sobretudo, acreditar que, no total das contas, nascemos para ser felizes e para conquistar metas, enfrentando qualquer dificuldade, aceitando derrotas passageiras e buscando vitórias definitivas. Quem pensa assim, acaba conseguindo.

Pense nisso, com a certeza de que a sua vida dará mais um passo vitorioso do recesso ao sucesso.