Arquivo de 31 de outubro de 2014

Vestibular Unesp 2015: 101.014 candidatos

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Se você quer um bom exemplo que lhe sirva de símbolo na luta que trava para ingressar no curso superior com que sonha, bem como para o sucesso que pretende alcançar em sua futura profissão, pense na Unesp. Criada em 1976 pela união de faculdades e institutos isolados de diversas cidades do estado de São Paulo, a Unesp tinha um grande desafio pela frente: harmonizar como um todo as unidades que a constituíam e progressivamente desenvolver-se como uma universidade à altura de suas coirmãs mais velhas, a Usp e a Unicamp.

Era realmente um grande desafio, numa época também desafiadora, em que no nível mundial os países enfrentavam crises econômicas sucessivas e predominava a chamada Guerra Fria; no nível nacional, se vivia a ditadura militar desde 1964 e o aumento progressivo de movimentos sociais e políticos que defendiam o retorno da democracia plena. No plano econômico, o país passava por sérias dificuldades como muitos outros da América Latina, com a inflação alta, o desemprego e a grande dificuldade dos governantes em criar uma infraestrutura industrial adequada para embasar todas as demais atividades econômicas e gerar empregos. Toda a década de 80, neste sentido, foi caracterizada pela hiperinflação, que debilitava ainda mais a economia do país e corroía o salário dos assalariados. Nesse panorama, que na época parecia muitas vezes assustador, o país tinha consciência cada vez mais clara de que era necessário investir na educação básica e no ensino superior.

Enfrentando inúmeras dificuldades dentro desse quadro mundial e nacional, a Unesp foi, aos poucos e não poucas vezes com grandes dificuldades de ordem financeira, se consolidando, ampliando o número de seus cursos, encampando unidades em diferentes municípios e criando uma política de expansão para atingir a maior parte das regiões do Estado. Um dos cuidados maiores, concomitantes, era fazer com que seus cursos tivessem  cada vez maior qualidade.

A partir da década de 90, o país foi conseguindo livrar-se da hiperinflação e conseguiu estabilizar a economia. A Unesp continuou seu processo de crescimento, criando unidades em municípios do Estado que ainda não possuíam ensino superior público, ampliando o número de cursos e a oferta de vagas em todas as unidades e desenvolvendo-se cada vez mais na pesquisa, no ensino e na extensão de serviços à comunidade.

O resultado de todo esse crescimento é, hoje, uma universidade forte, presente em todas as regiões do Estado, com cursos de qualidade, intercâmbios com universidades de outros países e uma produção científica considerável, que a coloca sempre entre as primeiras do país e a faz subir cada vez mais no ranking internacional das universidades.

Deste modo, o fato de, para o vestibular de 2015, estarem inscritos 101.014 candidatos ilustra muito bem essa escalada vitoriosa de nossa universidade. São oferecidas 7.260 vagas em 174 cursos em unidades localizadas em 23 cidades do estado de São Paulo.

A Unesp, cujo vestibular você prestará proximamente, é, assim, um verdadeiro símbolo de luta, de valor, de otimismo, de crença no presente e certeza de um futuro cada vez mais brilhante.

Você é assim também. Sabe aonde quer chegar e sabe que chegará, porque tem talento e garra para consegui-lo. Como a Unesp, que é nosso símbolo e em breve será também o seu.