Arquivo de 20 de junho de 2012

Em boa hora

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Após a divulgação dos resultados da primeira fase, passado o instante da alegria, para uns, e do aborrecimento, para outros, a atitude comum deve ser de olhar para a frente. Os aprovados têm um novo desafio. Os não aprovados têm algumas reflexões a fazer.

O Vestibular Meio de Ano da Unesp torna-se especial exatamente por isso: é um filtro, é um denominador comum, é um critério ao mesmo tempo de avaliação e autoavaliação. Por isso, aqueles que não conseguiram aprovação devem ponderar um pouco, refletir sobre as causas que os levaram a isso. Como já ficou dito mais de uma vez neste blogue, deixar de ser aprovado deve ser visto como um impulso, um estímulo para avaliar as causas e, até a próxima vez, eliminá-las. Embora em muitos romances e filmes a vida seja apresentada como uma série de façanhas, no mundo real os erros, tropeços e fracassos, que nem sempre os ficcionistas mencionam, são eventos normais entre os picos de sucesso.

Se você é dos treineiros que obtiveram passaporte para a segunda fase, merece realmente todos os louvores. O treineiro aprovado na primeira fase já está apresentando uma prova significativa de competência; mas, se passar também na segunda, estará dando uma prova gigantesca de que tem condições de conquistar vaga nos vestibulares de universidades públicas, quando estiver formado no ensino médio. Trata-se, mesmo, de uma grande e bela façanha.

Se você for um dos candidatos que farão a segunda fase, por certo está neste momento concentrado em preparar-se ainda mais. Com o que verificou nos exames da primeira, está revendo alguns pontos, alguns conceitos, tentando eliminar dúvidas, exercitando sua capacidade de redação e estabelecendo mentalmente todo o roteiro da segunda fase como um projeto de sucesso. Faça isso, pense positivamente sempre e não desperdice oportunidades de aprender mais.

A todos, uma ótima prova!