Archive for August, 2010

Adivinhar o tema da redação?

Monday, August 23rd, 2010

            Revistas, jornais, sites especializados em vestibulares da internet, todos buscam, todos os anos, fornecer elementos para que os candidatos “adivinhem” ou, pelo menos, façam uma ideia dos temas das redações das diferentes universidades. Para chegar a esse resultado, os jornalistas buscam entrevistar professores especializados das principais universidades do país, com a inevitável pergunta inicial: Qual tema o senhor acha mais provável para os exames vestibulares deste ano?

            Com isso, os professores entrevistados ficam numa situação bastante difícil, pois arriscar palpites quando se trata de vestibulares é tarefa para Nostradamus, não para professores; e é, de resto, tarefa pouco recomendável: se por um terrível acaso o professor acertar, sempre haverá quem diga que o tema vazou e ele já sabia antes; se errar, o que é 99,9% mais provável, vão dizer que não entende nada de vestibulares. Evidentemente, nenhum entrevistado arrisca; apenas comenta, de modo geral, possibilidades, nunca certezas.

            Tal exercício de adivinhação tem lá suas vantagens, mas, no todo, é desnecessário. O melhor que tem a fazer o estudante é, em primeiro lugar, ler o guia do candidato de cada instituição e, depois disso, examinar com atenção os temas das redações dos últimos dez vestibulares das universidades por ele pretendidas. Fazendo isso, perceberá que os exames privilegiam temas do cotidiano, isto é, temas que fazem parte do dia a dia do estudante, tanto em sua vida familiar, quanto em sua vida escolar. Esses temas, aliás, são abordados com regular frequência pela mídia (jornais, revistas, rádios, televisões, internet).

            Nos últimos dez vestibulares da Unesp, foram solicitados os seguintes temas para redação:

 

2006 – O sentimento do ciúme em nossas relações.

2006 (meio de ano) – O Brasil no espaço: prós e contras.

2007 – A busca da beleza do corpo nos dias atuais.

2007 (meio de ano) – A questão do idoso no Brasil.

2008 – É preciso ser famoso?

2008 (meio de ano) – Há exagero na relação entre humanos e animais de estimação?

2009 – O homem: inimigo do planeta?

2009 (meio de ano) – A tecnologia e a invasão da privacidade.

2010 – A felicidade entre o ter e o ser.

2010 (meio de ano) – Os valores morais e sua importância na sociedade.

 

            Uma observação atenta revela que são dez temas para os quais o candidato, até mesmo sem textos de apoio, está perfeitamente preparado, tanto por sua própria experiência, como pelas informações que recebe em casa, na escola e por meio da mídia. Experimentemos, para comprovar, reduzir tais temas a um elemento essencial, na ordem dada: o ciúme, a exploração do espaço, a beleza física, o idoso, a fama, animais de estimação, a destruição do planeta, a invasão da privacidade, a felicidade, a ética. Podemos fazer outra classificação destes dez temas, distribuindo-os em: sentimentos e valores, fatos e problemas sociais, tecnologia e suas consequências, ecologia e sobrevivência.

             A que conclusão podemos chegar com base nos fatos apontados? A Unesp e outras universidades, ao programarem a redação em seus exames vestibulares, partem da constatação de que só se pode escrever um bom texto sobre determinado tema conhecendo-se esse tema. Como é a capacidade de escrever um bom texto que está em julgamento, as universidades costumam selecionar os temas dentro da esfera de experiências, informações e preocupações dos estudantes. As propostas de redações ainda apresentam textos de apoio, para reforçar as informações desse repertório que o estudante já tem. Com esta metodologia, a competência de escrever será avaliada com mais rigor e mais justiça, porque não será considerada melhor a redação que apresentar melhores informações ou opiniões, mas a que se apresentar melhor como texto.

            E agora? É preciso adivinhar o tema da redação? Não, não é preciso. Os temas são previsíveis. É preciso, isto sim, aperfeiçoar o repertório com leituras, conversas, debates, reflexões, e aperfeiçoar a capacidade de escrever com muito treinamento, elaborando redações com base nas propostas de vestibulares anteriores.  

            Quem fará o vestibular da Unesp tem aqui, ainda em agosto, os últimos dez temas propostos. Que tal escrever dez redações como preparação? Mãos à obra! 

A Unesp de que nos orgulhamos

Monday, August 23rd, 2010

            Se você vai prestar o vestibular de 2011 da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, encontrará no Guia de Profissões 2011 da Unesp informações sobre a história de nossa universidade e dados sobre o seu desempenho, desde que foi fundada, em 1976, com a união de faculdades e institutos isolados de ensino superior que existiam em várias regiões do Estado de São Paulo. De 1976 até a presente data, a Universidade cresceu muito, tanto em número de municípios em que se situam suas unidades, como de cursos oferecidos de graduação e de pós-graduação.

            São dados e informações de que todos, da Unesp, nos orgulhamos e de que você, por certo, se orgulhará também ao ingressar em um dos cursos oferecidos nos câmpus existentes em diferentes cidades do Estado de São Paulo. Este é um dos fatos que criam uma identidade especial para a Unesp: unidades disseminadas por praticamente todo o território do Estado, e isto corresponde exatamente aos objetivos fixados quando foi criada, de oferecer ensino universitário de altíssima qualidade a todas as regiões de São Paulo. São hoje 32 unidades localizadas em 23 cidades, de Guaratinguetá a Rosana, de Ilha Solteira a Registro, como um gigantesco X que marca a bela ocupação de todas as regiões do Estado. Em termos de cursos, são 168 opções de graduação em 64 profissões de nível superior, sendo 52 de Exatas, 71 de Humanidades e 45 de Biológicas, com 6 mil novos profissionais sendo formados por ano, número que só tende a crescer. Além disso, a Universidade oferece 115 programas de pós-graduação.

           Pode-se ter uma ideia bastante eloquente do atual dinamismo da Unesp ao compararmos o número de profissionais formados em 1997 e em 2008. Em 1997, a Universidade formou 3.245 alunos na graduação; em 2008, formou 6.099, quase o dobro, portanto. Na pós-graduação, em 1997, foram 939 e, em 2008, 2.282, um crescimento realmente fantástico. O número de vagas oferecidas revela o mesmo vertiginoso crescimento: 4.439, em 1997, e 7.004, em 2009. Atualmente a Unesp tem mais de 35 mil alunos na graduação e mais de 12 mil na pós-graduação.

            Ante números como estes, e muitos outros que você encontrará no Guia de Profissões 2011, podemos dizer, com renovado orgulho, que sua opção pela Unesp vem ao encontro de seus ideais de ingressar numa das melhores universidades públicas do país, para tornar-se um profissional de alto nível e um cidadão exemplar, útil a sua comunidade e a seu país.   

Unesp aplicará provas em BH, Brasília, Campo Grande e Curitiba

Wednesday, August 18th, 2010

            As provas do Vestibular 2011 da Universidade Estadual Paulista (Unesp) serão aplicadas também nas cidades de Belo Horizonte, Brasília, Campo Grande e Curitiba. O calendário de provas já foi definido: a primeira fase acontecerá em 14 de novembro; a segunda, nos dias 19 e 20 de dezembro. Dentro do Estado de São Paulo, a prova é realizada na capital e em outras 29 cidades. As inscrições serão realizadas de 8 de setembro a 8 de outubro, pelo site da Vunesp.

            São oferecidas pela Unesp, para ingresso no primeiro semestre de 2011, 155 opções de cursos em 19 cidades (Araçatuba, Araraquara, Assis, Bauru, Botucatu, Franca, Guaratinguetá, Ilha Solteira, Itapeva, Jaboticabal, Marília, Presidente Prudente, Rio Claro, Rosana, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Paulo, São Vicente e Tupã). Outras 13 opções de cursos são oferecidas para o segundo semestre.

            As mudanças em relação ao exame do ano passado são a inclusão dos cursos de Administração em Tupã, nos períodos diurno e noturno, disponíveis anteriormente no meio do ano, além do acréscimo de dez vagas às 30 oferecidas para Química, no período noturno, em Bauru.

            O Manual do Candidato está disponível no site da Vunesp e contém dados sobre a relação de cursos, a composição das provas e o método de classificação.