Archive for May, 2010

Responder é ciência: Ler a questão é uma arte

Monday, May 17th, 2010

            Muitos candidatos, todos os anos, ao comentar os vestibulares que fizeram, afirmam que erraram muitas questões por estarem estas “mal formuladas”. Outros candidatos, mais ponderados e fazendo autocrítica, declaram que o maior aborrecimento que tiveram nos exames foi, em algumas questões, responder errado não por falta de conhecimento, mas por não terem lido com atenção o que era perguntado. Outros acrescentam, ainda, que erraram por não terem conseguido detectar a verdadeira intenção, ou seja, o “espírito” de algumas perguntas. 

            Eis a questão: num exame vestibular é importante estar preparado e saber? Sim, é importantíssimo. E é igualmente importante saber ler. Podemos afirmar, por isso, que ler as questões de exames vestibulares não depende apenas de conhecimento, de lógica; depende também de uma aguçada sensibilidade e de boa experiência para detectar o objetivo ou os objetivos da pergunta, até mesmo quando esta esteja ou pareça estar mal formulada.

            Em todos os níveis da escola nos ensinam que os textos dos poetas e prosadores são produtos de arte e que devemos desenvolver bastante a sensibilidade para entendê-los adequadamente. Ora, neste sentido, saber ler e compreender um texto torna-se também uma arte, a arte de ler, e é esta mesma arte que devemos aplicar quando lemos quaisquer tipos de texto e também questões de exames vestibulares. Por quê? Porque ao escrever uma pergunta, o elaborador tem em mente que precisa apresentá-la de tal forma, que os candidatos percebam com clareza o assunto tratado, o conteúdo específico abordado e o tipo e a forma da resposta que têm de apresentar. As perguntas não podem ser nem simples demais, nem demasiadamente complexas; precisam permitir uma margem de segurança ao candidato, para que este não se perca em caminho. Por isso, fatalmente, o elaborador tem de criar pistas ao longo da pergunta que apontem para a provável direção da resposta. Por consequência, uma pergunta bem elaborada já sugere metade da resposta.

            Pode-se dizer, correspondentemente, que uma pergunta bem lida obtém essa metade. Se o candidato conhecer o conteúdo abordado, com certeza acrescentará a outra metade.

            Quando fizer sua prova, pense nisso.

Vestibular Meio de Ano em novo modelo

Monday, May 17th, 2010

            Se você vai fazer o Vestibular Meio de Ano da Unesp, preste atenção: o modelo das provas não será o do meio do ano de 2009; será o do final do ano de 2009, que inaugurou uma nova forma e uma nova metodologia para os vestibulares da Unesp. Esta informação, evidentemente, já foi apresentada neste blogue e estará presente em todas as informações que você vai receber ao inscrever-se, mas sempre é bom repetir, para que todos se preparem adequadamente.

            Deste modo, o Vestibular Meio de Ano transcorrerá também em duas fases. Na primeira fase, no dia 13 de junho próximo, o candidato prestará a prova de Conhecimentos Gerais, com questões de múltipla escolha envolvendo conteúdos de Ciências Humanas, de Ciências da Natureza e Matemática e de Linguagens e Códigos. Na segunda fase, as questões serão discursivas: no dia 4 de julho, a prova de Conhecimentos Específicos de Ciências Humanas e Ciências da Natureza e Matemática; no dia 5, a prova de Conhecimentos Específicos de Linguagens e Códigos e a prova de Redação.

            Por esta razão, os candidatos, para ficar mais tranquilos, devem ler e estudar com atenção as provas do último vestibular da Unesp, para apreender as características de cada fase e de cada prova, bem como a nova metodologia aplicada. Os exames buscam avaliar com amplitude as competências dos candidatos nas diferentes áreas e a sua capacidade de leitura, análise e interpretação. No novo modelo, o foco deixa de ser cada disciplina considerada isoladamente e se volta para a multidisciplinaridade e a interdisciplinaridade de conteúdos das três grandes áreas do conhecimento focalizadas. Este novo método é uma resposta às próprias alterações que o ensino vem sofrendo, em função de se ter percebido, na atualidade científica, tecnológica e cultural, que todos os conhecimentos, todas as experiências e todas as ações do homem sobre a terra não são fatos isolados, mas se integram numa totalidade. O estudante formado por universidades, modernamente, não importa o campo de atividade, terá pela frente o desafio de compreender essa realidade abrangente e exercer dentro dela sua profissão e sua capacidade de crítica.     

            Prepare-se para essa nova concepção e tenha sucesso em seus exames!

O Vestibular meio de Ano 2010: Cursos e Vagas

Wednesday, May 5th, 2010

            Logo estarão abertas as inscrições para o Vestibular Meio de Ano, com 550 (quinhentas e cinquenta) vagas abertas em treze cursos de sete diferentes câmpus da Universidade. São 550 novas oportunidades de ingressar para formar-se em carreiras muito promissoras: Agronomia, Zootecnia, Engenharia Ambiental, Engenharia Civil, Engenharia de Controle e Automação, Engenharia de Produção, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica, Administração e Geografia.

            O Vestibular Meio de Ano da Unesp surgiu com a criação de novos câmpus e também de novos cursos propostos pelos câmpus consolidados, segundo uma filosofia de ampliação permanente da oferta de cursos e vagas para atender cada vez mais a demanda crescente dos estudantes de todo o país.

            São os seguintes os cursos, com os respectivos números de vagas:

 

I – ÁREA DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

Agronomia – integral – FE/Ilha Solteira – 40 vagas

Agronomia – integral – Registro – 40 vagas

Zootecnia – integral – Dracena – 40 vagas

Zootecnia – integral – FE/Ilha Solteira – 40 vagas

 

2 – ÁREA DE CIÊNCIAS EXATAS

Engenharia Ambiental – integral – Sorocaba – 60 vagas

Engenharia Civil – integral – FE/Ilha Solteira – 40 vagas

Engenharia de Controle e Automação – integral – Sorocaba – 40 vagas

Engenharia de Produção – noturno – FE/Bauru – 40 vagas

Engenharia Elétrica – integral – FE/Ilha Solteira – 45 vagas

Engenharia Mecânica – integral – FE/Ilha Solteira – 45 vagas

 

3 – ÁREA DE HUMANIDADES

Administração – noturno – FCAV/Jaboticabal – 40 vagas

Geografia – Bacharelado e Licenciatura – diurno – Ourinhos – 45 vagas

Geografia – Bacharelado e Licenciatura – noturno – Ourinhos – 45 vagas

 

            As inscrições, que serão realizadas no período de 03 a 21/5/2010, deverão ser feitas via Internet exclusivamente pelo site da Vunesp (www.vunesp.com.br).  

            O Vestibular Meio de Ano da Unesp representa, assim, uma grande oportunidade para todos aqueles que, tendo chegado muito perto da aprovação no início do ano, não desanimaram e continuaram a se preparar, sabendo que têm possibilidades de atingir seu objetivo agora. É isso aí. A confiança e a determinação sempre conduzem o homem a superar obstáculos e  realizar  seus ideais.

            O BlogUnesp deseja sucesso a todos.

A Unesp não para: Vem aí o Vestibular Meio de Ano

Wednesday, May 5th, 2010

   mapa

Quem observa o mapa do estado de São Paulo, que a Unesp transformou em seu emblema, com a localização dos municípios em que se situam unidades de nossa universidade, por certo se surpreende com a amplitude do espaço geográfico ocupado.  De fato, a Unesp possui unidades em 23 municípios, numa distribuição de leste a oeste e de norte a sul: Ilha Solteira, Araçatuba, Dracena, Rosana, Presidente Prudente, Assis, Tupã, Marília, Franca, São José do Rio Preto, Jaboticabal, Araraquara, Bauru, Ourinhos, Rio Claro, Botucatu, Sorocaba, Itapeva, Registro, São Vicente, São José dos Campos, Guaratinguetá, São Paulo.

Essa distribuição não é acidental nem aleatória. A Unesp nasceu com essa vocação para ser uma instituição voltada para o estado de São Paulo como um todo, como o demonstra o fato de seu primeiro estatuto, de 1976, prever a localização da reitoria na unidade de Ilha Solteira, o que não foi possível por falta de infraestrutura e condições operacionais, que só eram possíveis naquele momento na cidade de São Paulo, onde se localiza a reitoria ainda hoje. Até o início deste século, a ocupação não incluía os municípios de Dracena, Tupã, Rosana, Ourinhos,  Sorocaba, Itapeva e Registro, que completam hoje o magnífico mapa da Universidade.

O Vestibular Meio de Ano da Unesp, deste modo, surgiu em 2003, no momento em que as novas unidades foram instaladas, segundo uma filosofia que implicou também a criação de novos cursos (alguns destes noturnos) em unidades consolidadas.

Evidentemente, com essa expansão bastante significativa, a Unesp teve de enfrentar inúmeras dificuldades, não apenas operacionais, mas também de ordem administrativa e orçamentária. O alto objetivo, porém, enfatizado no próprio Estatuto, justificou e justifica todo o empenho da instituição nesse sentido: ampliar cada vez mais a oferta de cursos e de vagas, para atender a demanda crescente dos estudantes brasileiros, cujos sonhos de ingressar e de formar-se em cursos superiores públicos de alta qualidade se renovam a cada ano.

Crescer, para a Unesp, é poder alimentar e tornar realidade cada vez mais esses sonhos.